Mary Ann Shaffer e Annie Barrows * A Sociedade Literária da Tarte de Casca de Batata

Data Início: 30-08-2014 
Data Fim: 03-09-2014

AutorMary Ann Shaffer e Annie Barrows
Título: A Sociedade Literária da Tarte de Casca de Batata
Editora: Suma
ISBN: 9789896720155
N. Páginas: 377

Sinopse:
Uma história comovente sobre o poder da amizade, dos livros e do amor durante a ocupação Alemã na ilha britânica de Guernsey na segunda guerra mundial.

Lon­dres, 1946. Depois do sucesso estron­doso do seu pri­meiro livro, a jovem escri­tora Juliet Ash­ton pro­cura duas coi­sas: um assunto para o seu novo livro, e, embora não o admita aber­ta­mente, um homem com quem par­ti­lhar a vida e o amor pelos livros. É com sur­presa que um dia Juliet recebe uma carta de um senhor cha­mado Daw­sey Adams, resi­dente na ilha bri­tâ­nica de Guern­sey, a comu­ni­car que tem um livro que outrora per­ten­ceu a Juliet. Curi­osa por natu­reza, Juliet Ash­ton começa a corresponder-?se com vários habi­tan­tes da ilha. É assim que des­co­bre que Guern­sey foi ocu­pada pelas tro­pas ale­mãs durante a Segunda Guerra Mun­dial, e que as pes­soas com quem agora se cor­res­ponde for­ma­vam um clube secreto a que davam o nome de Soci­e­dade Lite­rá­ria da Tarte de Casca de Batata. Fas­ci­nada pela his­tó­ria da dita Soci­e­dade Lite­rá­ria, e ainda mais pelos seus novos ami­gos, Juliet parte para Guern­sey. O que encon­tra na ilha mudará a sua vida para sempre…

Comentário:
Pode um livro falar de coisas sérias e pesadas num tom leve? Pode uma Tarte de Casca de Batata ser o mote para uma Sociedade Literária? Pode! E a prova é este livro! Mary Ann Shaffer conta-nos, com mestria, a ocupação alemã de uma pequena ilha entre Inglaterra e França, Guernsey, durante a II Guerra Mundial. 

Mas Mary Ann não se limita a contar a História, ela conta-nos sentimentos, conta-nos emoções, aflições. Conta-nos ainda de que forma a população desta pequena ilha se socorria de subterfúgios para contornar as diversas limitações impostas pelos ocupantes. Uma das quais foi a criação desta Sociedade Literária, que serviu de cobertura a... um porco.

Juliet é uma escritora inglesa à procura de inspiração para o seu novo livro. Quis o destino que recebesse uma carta de Dawsey, um habitante de Guernsey que ela desconhecia até então e que tem na sua posse um livro que foi anteriormente de Juliet. Esta simples carta multiplica-se por muitas mais, dele e dos vários habitantes da ilha e participantes da Sociedade Literária da Casca de Batata, sedentos de partilhar as suas experiências com Juliet. 
A partir de dado momento, Juliet não tem qualquer dúvida quanto ao tema do seu novo livro e embarca numa aventura que a leva a mudar de malas e bagagens para Guernsey onde se vai apaixonar! Apaixonar por um homem, por uma menina, pela própria ilha!

É um livro que se lê num ápice, mas que tem muito mais conteúdo do que aquele que se poderá pensar à partida. Gostei muito de o ler. Aprendi muito sobre uma pequena parte do que foi a II Guerra Mundial e, apesar do tema sorri, várias vezes!  

Classificação: 9/10

Sem comentários: