Opinião... Charlotte Brontë * Jane Eyre

Data Início: 28-10-2015
Data Fim: 04-11-2015

AutorCharlotte Brontë
Título: Jane Eyre
Editora: Editorial Presença
ISBN: 9789722345033
N. Páginas: 596

Sinopse:
Jane Eyre é uma obra-prima da literatura inglesa, a autobiografia ficcionada de uma jovem que, depois de uma infância e adolescência desprovidas de afecto, se torna preceptora em Thornfield Hall e se apaixona pelo seu proprietário, Mr. Rochester. Plenamente correspondida nos seus sentimentos, Jane julga ter encontrado o amor por que ansiara toda a vida, mas Thornfield Hall esconde um segredo tenebroso que ameaça ensombrar a sua felicidade. Numa atmosfera misteriosa e inesquecível, acompanhamos esta heroína de espírito puro e apaixonado, que trava uma luta interior constante para se manter fiel às suas convicções e a si própria. Jane Eyre tem agora uma nova versão cinematográfica, com Mia Wasikowska, Michael Fassbender e Judi Dench nos principais papéis.

Comentário:
Aqui está um livro que me encheu as medidas! Pelas personagens, pela história, pelas descrições, pelos acontecimentos, pelos locais, por tudo!

Charlotte Brontë escreveu este livro em 1847, mas parece que foi escrito na actualidade (situando os hábitos e costumes naquele tempo, obviamente!). São quase 600 páginas onde acompanhamos Jane Eyre, desde criança até à sua vida adulta, depois de muito passar e de muita força de vontade para seguir sempre em frente. E nestas 600 páginas não há um único momento de tédio, uma única parte menos bem conseguida, nem cansativa. É simplesmente brilhante. É um clássico afamado e com todo o mérito.

Jane Eyre é uma orfã que vive, aos seis anos, por favor em casa de uma tia por afinidade, depois de esta ter prometido ao seu marido moribundo que trataria dela quando ele morresse. Mas Jane sentiu-se sempre uma pessoa a mais naquela casa, a parente pobre, que fazia sempre tudo mal e que era sempre recriminada. É então que a tia decide enviá-la para um colégio interno e Jane começa então uma nova etapa da sua vida. A adaptação não foi fácil, mas acabou por acontecer e Jane acaba até por ser professora nesse colégio. 
Mas o seu espírito aventureiro e destemido não conseguiu manter-se cativo daquelas quatro paredes e Jane decidiu candidatar-se ao papel de preceptora de uma família rica. E é assim que Jane vai parar a Thornfield Hall, uma casa de família algo peculiar, com vários segredos. Mas é lá também que Jane vai encontrar o amor, no seu amo, o Mister Rochester. Um homem austero e marcado pela vida, substancialmente mais velho que ela, mas que também cria por ela laços de amor. No entanto, o seu passado irá revelar-se uma enorme barreira entre ambos e Jane terá que procurar novamente um lar, uma vida e um destino...

É uma história fenomenal, que tem a particularidade de ter dois protagonistas pouco usuais, pois ambos devem pouco à beleza, o que não os impede de se apaixonarem, revelando que o interior é muito mais importante. 
Gostei muito da forma como a história nos é contada, na primeira pessoa, pela própria Jane. E como se dirige directamente aos leitores. 
Adorei o desenvolvimento da narrativa, as reviravoltas, os segredos, os mistérios e as atitudes extremas de Jane e de Mister Rochester. São duas personagens fictícias muito fortes, talvez das mais fortes que já conheci neste mundo literário. 

Gostei muito da parte final do livro, das decisões de Jane e da conclusão da história. É um livro apaixonante, que dá realmente prazer em ler!

Classificação9,75/10

2 comentários:

Marta Fernandes disse...

Depois das tuas observações tenho que ler este livro!!
Não sei porquê mas vou associar sempre este livro ao nosso jantar de amigas na Feira do Livro: recordo-me bem de nós as três a procurar a Jane Eyre naquela banca cheia de gente!!

Beijokas grandes

Maria João disse...

Lê que vale bem a pena! É uma grande obra!

E o senhor da banca a olhar para mim como se eu tivesse a pedir um livro que nunca ninguém ouviu falar?¨Só faltou pedir para soletrar! ;-)

Para o ano temos que repetir o nosso jantarinho na feira. Adorei!!!