Opinião... Gayle Forman * Se Eu Ficar

Data Início: 31-08-2015 
Data Fim: 01-09-2015

Autor: Gayle Forman
Título: Se Eu Ficar
Editora: Editorial Presença
ISBN: 9789722343183
N. Páginas: 216

Sinopse:
Naquela manhã de Fevereiro, quando Mia, uma adolescente de dezassete anos, acorda, as suas preocupações giram à volta de decisões normais para uma rapariga da sua idade. É então que ela e a família resolvem ir dar um passeio de carro depois do pequeno-almoço e, numa questão de segundos, um grave acidente rouba-lhe todas as escolhas. Nas vinte e quatro horas que se seguem, Mia, em estado de coma, relembra a sua vida, pesa o que é verdadeiramente importante e, confrontada com o que faz com que valha mesmo a pena viver, tem de tomar a decisão mais difícil de todas.

Comentário:
A minha opinião sobre este livro, (ou será melhor dizer a minha meia opinião sobre esta história?), está condicionada pela leitura do livro "Espera por Mim" que dará continuidade a esta trama.
Não consigo entender estas decisões editoriais que transformam uma história em dois livros, tendo cada um deles cerca de 200 páginas... Este é um daqueles casos claros onde ler apenas o primeiro livro deixa tudo por dizer e saber...

Ainda assim, e centrando-me no que li até agora, gostei muito da premissa deste livro. Seguramente deixou-me a pensar...

Mia tem uma vida boa, com uma familia fantástica, um namorado que adora e a adora (embora a ida de ambos para a faculdade em locais distantes lhes esteja a provocar problemas na relação) e dedica-se cada vez mais à sua grande paixão pela música, tocando violoncelo.
Tudo corre bem, até ao dia em que um violento acidente de viação provoca a morte dos seus pais e do irmão, deixando-a a ela em coma. Mia vê-se subitamente fora do seu corpo, a assistir a tudo o que se passa à sua volta mas sem sentir nada: à perda dos pais e irmão, à dor da familia e amigos, aos cuidados do pessoal médico que luta pela sua vida. E vai percebendo que voltar à vida e sair do coma é uma decisão exclusivamente sua, o que a deixa com um enorme dilema.
Se por um lado, sabe que a sua vida nunca mais será a mesma, porque a dor de perder os pais e irmão será arrebatadora, por outro lado sabe que existem mais pessoas que gostam dela e que lutam pela sua vida. Para além disso, Mia não sabe o que está do "outro lado", o que é verdadeiramente a morte...

É um tema muito forte e perturbador e que me deu muito que pensar. Se pararmos para pensar e acreditando que uma situação destas é possível, qual seria a nossa decisão? O que pode parecer ter uma resposta imediata, bem analisado não a tem e levanta muitas outras questões. Seremos egoistas por não quererermos saber da dor de quem fica? Seremos cobardes por não enfrentarmos a realidade? Seremos injustos para com quem, que não nos é nada, luta pela nossa vida, em detrimento até de horas tiradas à própria familia? Seremos surpreendidos (positiva ou negativamente) com o que é na verdade a morte?
Os pontos de interrogação sucedem-se e, talvez por isso, afinal o Mundo esteja bem feito e o facto de não podermos decidir nada tenha sido uma decisão inteligente do que ou quem nos criou!

Agora falta o resto da história e ver o que Gayle Forman nos irá dar...

Classificação: 8/10

2 comentários:

ℒιℓιαηα ღ disse...

Sem dúvida um dos melhores livros que já li. Prendeu-me completamente...

Maria João disse...

Também gostei muito! Â premissa é muito boa!