Nuno Markl * Caderneta de Cromos

Data Início: 15-04-2013
Data Fim: 18-04-2013

AutorNuno Markl
Título: Caderneta de Cromos
Editora: Objectiva
ISBN: 9789896720445
N. Páginas: 224


Sinopse:
A enciclopédia definitiva sobre o que nos deliciava nos anos 70 e 80.
(mais saudável do que um Granizado Fá, embora deva ter a mesma quantidade de tinta)


Em O Homem Que Mordeu o Cão, Nuno Markl contou histórias muito bizarras. Mas haverá história mais bizarra do que crescer nas décadas de 70 e 80? Dos microfones da Rádio Comercial para as páginas profusamente ilustradas desta edição, eis a Caderneta de Cromos – reunindo uma centena dos mais bombásticos e inesquecíveis cromos da nossa infância e juventude!

Uma colecção que responde a questões pertinentes como:
- Samantha Fox e Kim Wilde: Qual delas para casar? Qual delas para coiso?
- Quantas maneiras havia de comer bolachas Belinhas?
- Usar um casaco branco igual ao do Don Johnson no Miami Vice resulta na vida real quando se é caixa-de-óculos?
- De que forma os Kalkitos são uma metáfora para as relações sexuais sem amor?
- Porque é que o Fizz Limão é o D. Sebastião da indústria dos gelados?
- Como se resolve, afinal, o Cubo Mágico*?
*Gostava muito de ajudar nesta parte, mas ainda hoje não faço ideia.


Comentário:
Muitas foram as vezes que soltei uma bela gargalhada a ler este livro. E mais vezes ainda um sorriso saudoso. O pior é que leio a maior parte do tempo em comboios em hora de ponta. Que figuras...
Todas as pessoas que têm actualmente 30 e tais anos deveriam ler este livro. A máxima recordar é viver é mesmo empregue. Coisas e situações que já nem me lembrava são relembradas nestas páginas. E não haverá outro livro como este no futuro, porque as mudanças mágicas ocorreram mesmo nos anos 80 e 90. Anos em que o Cubo Mágico ou a televisão a cores faziam as pessoas vibrarem com a novidade. Actualmente, ouvimos a noticia que as televisões têm a espessura de uma folha de papel e dizemos apenas "fixe, ocupa menos espaço". Perdeu-se o encanto da novidade!
Concordo plenamente com uma coisa que Nuno Markl escreve, as séries que viamos naquela altura e que pareciam simplesmente fantásticas e ultra reais, não deverão ser revistas. Ainda hoje me pergunto porque parava a familia toda em frente à televisão quando era hora de MacGyver...
É bom reviver a nossa infância e adolescência e Nuno Markl tem um sentido de humor que torna este livro ainda mais interessante. Gostei muito!


Classificação: 8,5/10

Sem comentários: