Joanne Harris * O Aroma das Especiarias

Data Início: 29-01-2013
Data Fim: 05-02-2013

AutorJoanne Harris
Título: O Aroma das Especiarias
Editora: ASA
ISBN: 9789892320106
N. Páginas496

Sinopse:
Vianne Rocher recebe uma estranha carta. A mão do destino parece estar a empurrá-la de volta a Lansquenet-sur-Tannes, a aldeia de Chocolate, onde decidira nunca mais voltar. Passaram já 8 anos mas as memórias da sua mágica chocolataria La Céleste Praline são ainda intensas.
A viver tranquilamente em Paris com o seu grande amor, Roux, e as duas filhas, Vianne quebra a promessa que fizera a si própria e decide visitar a aldeia no Sul de França. À primeira vista, tudo parece igual. As ruas de calçada, as pequenas lojas e casinhas pitorescas… Mas Vianne pressente que algo se agita por detrás daquela aparente serenidade. O ar está impregnado dos aromas exóticos das especiarias e do chá de menta.
Mulheres vestidas de negro passam fugazes nas vielas. Os ventos do Ramadão trouxeram consigo uma comunidade muçulmana e, com ela, a tão temida mudança. Mas é com a chegada de uma misteriosa mulher, velada e acompanhada pela filha, que as tensões no seio da pequena comunidade aumentam. E Vianne percebe que a sua estadia não vai ser tão curta quanto pensava. A sua magia é mais necessária do que nunca.

Comentário:
O Aroma das Especiarias dá continuidade à história de Vianne Rocher, que em "Chocolate" chega à aldeia de Lansquenet, uma aldeia recatada e muito centrada na igreja e que sofre uma reviravolta com a chegada desta estranha e da sua pequena filha. E em "Sapatos de Rebuçado" acompanhamos a vida de Vianne em Paris, com Anouk e com a sua pequenina Rosette! 
E este livro tem início também em Paris, quando Vianne recebe uma carta de Armande, uma falecida moradora de Lansquenet que solicita a presença de Vianne para resolver problemas pendentes. E é assim que Vianne se vê de novo em Lansquenet, com as suas duas filhas. Mas o que encontra é uma terra completamente mudada, com novos moradores do outro lado do rio, uma comunidade muçulmana em confronto com os moradores e, principalmente, com a igreja.
E no centro de toda esta guerra está uma mulher de nome Inés, que chegou não faz muito tempo, mas que já conseguiu modificar hábitos na sua comunidade, e é odiada por muitos.
Paralelamente, o padre Francis Reynaud vê-se afastado do seu cargo quando é acusado de ter incendiado a antiga chocolaterie, onde actualmente funcionava uma escola de meninas, gerida pela Inés.
Vianne vê-se uma vez mais no meio de muitas intrigas, inimizades e segredos e tenta, por todos os meios possíveis resolvê-los. Ainda que comprometa a sua própria relação com Roux...

Gostei muito deste livro. À semelhança dos outros livros de Joanne Harris, este livro tem magia, é uma história original e muito agradável de ler. Acho que ainda gostei um bocadinho mais deste do que de "Sapatos de Rebuçado", porque a história centrada nesta pequena aldeia é tão viva que eu consigo imaginá-la. Joanne Harris é uma mestre na arte de escrever histórias completas e ricas! Gosto muito desta colecção! E fica a questão... será que ainda vai continuar?

Classificação: 9/10

Sem comentários: