Annie Murray * As Meninas dos Chocolates


Data Início: 16-07-2012
Data Fim: 28-07-2012

Autor: Annie Murray
Título: As Meninas dos Chocolates 
Editora: ASA
ISBN: 9789892316130

Sinopse:
Edie, Ruby e Janet são amigas e dedicam-se a fazer chocolates na famosa fábrica Cadbury, em Inglaterra. As suas vidas poderiam ser de sonho, não fossem as atribulações familiares e a eclosão da Segunda Guerra Mundial. 
Edie casa muito jovem. A sua fé no futuro é ilimitada mas o destino tem outros planos para ela. Com apenas dezanove anos, Edie enfrenta a guerra sozinha e tomada pela dor após a perda do marido e do filho. Até que uma noite, durante um bombardeamento, uma criança abandonada é deixada ao seu cuidado… 
Entretanto, a sua jovial amiga Ruby, apesar do medo de ficar solteirona, acaba por se casar com Frank, desconhecendo o seu carácter temperamental. 
E há também Janet - inteligente, bondosa e atraída pelos homens errados. Profundamente magoada pela sua última relação amorosa, Janet está convencida de que nunca mais se apaixonará. 
Mas David, a criança que Edie acolhe, conquista o coração de todos. E quando tem idade suficiente para questionar a sua verdadeira identidade, David vai novamente transformar as suas vidas e proporcionar-lhes algo com que nunca sonharam … 
Três mulheres cujas vidas são marcadas pela amizade, a guerra e o amor por uma criança.

Comentário
O tempo que levei a ler este romance não está de acordo com o quanto gostei dele! Mas época de férias para mim é de menos leitura ao contrário de muitas pessoas! Nas férias aproveito o tempo com o meu filhote, tempo que não tenho quando estou a trabalhar...

O livro... tem um título doce, mas as histórias e vidas nele relatadas têm pouco de doce. Retrata a vida de três raparigas que em comum têm o facto de trabalharem na Cadbury e que com o tempo se tornam grandes amigas.
Edie tem uma vida familiar muito complicada, com uma mãe que não tem por ela qualquer carinho ou atenção e acaba por casar cedo. No entanto, um acidente de guerra leva-lhe o marido e, para agravar mais ainda a sua situação, perde entretanto o filho que esperava dele.
Ruby, a mais destemida das três amigas casa com Frank, mas é abandonada por este quando engravida e vê-se a braços com uma criança para criar sózinha.
Janet também não tem sorte com o amor e, ao envolver-se com um homem casado, vê a sua vida descontrolada...
No meio de todas estas histórias desenvolve-se a Segunda Guerra Mundial com todas as alterações que a mesma implicou na vida de todas as pessoas, privando-as dos bens mais essenciais e destruíndo familias inteiras.
E foi numa dessas noites de destruição que um bebé é encontrado sózinho, salvo por milagre de um forte ataque e Edie adopta-o, passando este a ser o seu bebé David, o menino que nunca teve ( o medo de alguém da sua familia aparecer persegue Edie, mas no final é David que vai à procura das suas origens...).
E é assim que acompanhamos a vida de Edie, de David, de Ruby e as suas filhas Marleen e Greta, de Janet e sua mãe.
Mulheres de força que lutam contra as adversidades de forma unida e amiga, o que lhes permite superar e seguir em frente.

Gostei muito deste livro, da forma real como descreve acontecimentos trágicos e que sabemos terem acontecido. As atrocidades da guerra, o Holocausto, as familias destruídas e as mulheres que perderam maridos e filhos na mesma. As emoções passam para o leitor de forma sincera e é impossível ficar indiferente a determinadas passagens do livro. Aguardo ansiosamente pela sequela: As Novas Meninas dos Chocolates, para a qual já dei uma olhadela e me parece que relata a vida desta segunda geração: Marleen, Greta, David...

Classificação: 9/10

2 comentários:

CMachado disse...

Agradeço pela boa argumentação a respeito desse livrinho.
Ajudou bastante, na decisão de ler, pelo tipo de leitura que é me agrada bastante.
Boas leituras!!

Maria João disse...

Obrigada pelo comentário CMachado!
É precisamente por esse motivo que criei e alimento o blog. Para partilhar o que leio e permitir a quem o segue ter uma (modesta) opinião em que se basear, da mesma forma que me baseio noutros blogues!

Boas leituras!