José Luís Peixoto * Livro


Data Início: 13-04-2012
Data Fim: 18-04-2012

Autor: José Luís Peixoto
Título: Livro
Editora: Quetzal Editores
ISBN: 9789725648995

Sinopse:
Um rapazinho é deixado pela mãe num fontanário, de madrugada. Antes de partir, ela entrega-lhe um livro e promete que voltará dentro de algumas horas. Mas abandona-o e vai para França, trilhando os caminhos da emigração.
Acolhido por uma família da aldeia, e sem nunca mais saber da mãe, o rapaz vai crescer enamorado por uma rapariga da terra que o corresponde nos sentimentos. Chegados à idade adulta, decidem ambos emigrar para França, mas partem separados.
O livro — único objecto de valor que o rapaz possuiu em toda a sua vida — servirá para os manter ligados e é através dele que se vão reencontrar.

Comentário
Bom, este Livro dá que pensar... Temos a escrita tão própria de José Luís Peixoto, uma leitura que apesar de não ser fácil e requerer concentração, tem muito de belo e poético.
Este Livro está dividido em duas partes, uma primeira que retrata o Portugal Interior dos anos 40/50 e a emigração - uma realidade que ouvimos aos nossos pais e avós e uma segunda parte que muda completamente de tom.
Ilídio, rapaz de 6 anos é deixado pela sua mãe junto à fonte nova para ser recolhido por Josué (porque este amava a mãe de Ilídio?). Obrigou-a a tal acto a vergonha, pois o pai biológico de Ilídio era o padre da aldeia. De seguida ela desaparece...
Ilídio cresce junto de Josué e torna-se um homem. Um homem que se apaixona por Adelaide, uma rapariga que vai viver com a sua tia pois os pais não têm possibilidades económicas de sustentar os seus muitos filhos.
Adelaide corresponde a este amor e junto com o pedido de namoro, Ilídio oferece-lhe um pombo, cem escudos e um livro (o LIVRO). Os planos de casamento dos dois jovens são arruinados quando a tia ciumenta envia a sua sobrinha para França, para a afastar de Ilídio.
Começa nesse momento a aventura de emigração para Adelaide. Ilídio segue-a, acompanhado pelo amigo Cosme, deixando tudo para trás. Depois de uma viagem muito atribulada e de muitas contrariedades, ambos acabam por conseguir instalar-se a adaptar-se a um novo país e uma nova vida, mas sempre separados, pois nunca quis o destino que se encontrassem. E a ajudar o destino esteve a tia Lubélia que escondeu as cartas que ambos enviaram para casa, único recurso que permitiria o seu reencontro.
Os anos passam e Adelaide resigna-se. Conhece Constantino na biblioteca onde trabalha e acabam por casar-se. O que parecia um casamento calmo e equilibrado, torna-se num regime tirano, pois Constantino passa a controlar todos os movimentos de Adelaide e tem ciúmes de tudo e de todos. Muitos anos depois Adelaide consegue finalmente permissão do seu marido para passar umas férias em Portugal, num Verão em que Ilídio também se encontrava na aldeia junto de Josué.
O amor fala mais alto e com um encontro fugaz entre eles termina a primeira parte do livro...

E com Livro percorremos a segunda parte, mais filosófica e dada a devaneios, surpreendendo o leitor inúmeras vezes.
Confesso que houve partes que me empolgaram muito, outras que nem tanto...
É um livro que merece ser lido, com calma e com espírito. Ganha, sem dúvida, pelas partes originais (quem o ler, saberá do que falo!).

Classificação: 7/10

4 comentários:

Clarinda disse...

Li o Livro este mês e adorei.
Sou suspeita: ADORO, sou FÃ do JLPeixoto. ;)

Denise disse...

Este Livro é fantástico :)

Dulce disse...

Olá Mª João,
Eu sou fã de Jose Luis Peixoto, mas fiquei muito desiludida com este LIVRO. Esperava mais!!! Mas estou neste a ler ABRAÇO e estou a gostar muito.
Bjs
Dulce Barbosa

Maria João disse...

Boa tarde Dulce,

eu não fiquei totalmente convencida com este Livro, de facto. Mas ainda assim acho que merece ser lido! :-)

Diga-me depois o que achou do Abraço, é sempre bom ter referências!

Boas leituras,
Maria João